segunda-feira, 20 de maio de 2013

Observatório Entrevista

Lucyana Mutarelli, autora de "Poder Invisível", conversa com o Observatório e conta o que pensa da literatura brasileira e do mercado editorial

por Leandro de Oliveira Silva - leo_silva180@hotmail.com


Numa entrevista por e-mail, a autora Lucyana Mutarelli (Poder Invisível , O Enigma de uma Casa e O Despertar da Felicidade ) nos conta um pouco de sua vida de escritora e fala sobre seu último livro lançado pelo Clube de Autores, e que pode ser adquirido clicando no link. O Clube de Autores recomenda todos os livros de Lucyana, que revelou ser dotada de uma escrita cheia de magia e de energias positivas. Confira a entrevista.




1 - Observatório: Lucyana, definir a si mesmo pode ser um bom começo para se entender um pouco do "eu escritor". Diga-me: quem é Lucyana Mutarelli?


Sou uma pessoa extremamente observadora, reflexiva e filosófica. Uma questionadora por natureza. Gosto de pensar e analisar sobre tudo o que me cerca. Admiro a arte, a música, a escrita, a originalidade e a autonomia. Tenho muita criatividade e senso crítico, por isso, acabo me desviando de tudo o que é demasiadamente tradicional. Só sigo o que acredito ser verdadeiramente bom. 

2 - Observatório: Uma vez perguntaram ao Stephen King como ele escrevia, e ele respondeu: "Uma palavra de cada vez." Agora queremos saber: como você escreve, Lucyana?


Para escrever, utilizo tanto o meio externo quanto o interno. O externo é tudo o que está a minha volta como vivências, livros, textos, situações, aprendizados... E o interno representa meus pensamentos, reflexões, intuições, sentimentos, sonhos, visão de mundo... E assim, surgem meus livros.

3 - Observatório: Conte-nos de onde veio a inspiração para seu livro "Poder Invisível", atualmente disponível no Clube de Autores? Por que você quis contar essa história?


“Poder Invisível” surgiu inspirado em observações da vida e em dois livros: “O Poder do Subconsciente” do Dr. Joseph Murphy e “O Segredo” de Rhonda Byrne. Essas duas obras falam sobre o poder da mente que é capaz de atrair para nós o que queremos. A nossa cabeça funciona como um imã que puxa para nós situações relacionadas com o que pensamos, sentimos ou falamos. Por isso, devemos procurar sempre ter bons pensamentos e sentimentos. Sei que pode até parecer balela. Mas através de algumas experiências, pude perceber a funcionalidade disso tudo. Quem nunca pensou em uma música, ligou o rádio e ela estava tocando? Quem nunca pensou em uma determinada pessoa e, de repente, ela telefona ou a encontramos na rua? E quando pensamos num assunto, ligamos a TV e damos de cara com uma discussão a respeito? Isso é muito interessante!

4 - Observatório: Lucyana, como você enxerga a literatura brasileira hoje? E o mercado editorial?


A literatura brasileira, hoje em dia, é bem eclética. Tem para todos os gostos, todos os bolsos e, até mesmo, livros gratuitos para serem baixados. É possível ler até utilizando um celular. O que falta mesmo é o hábito da leitura fazer parte da vida dos brasileiros. Muita gente não lê. Ou por falta de tempo ou por considerar uma atividade enfadonha, o que não é verdade. Se uma pessoa considera a leitura desagradável, é porque não encontrou o livro certo para ela.

Quanto ao mercado editorial, acredito que a grande tendência é a autopublicação. Depender de uma editora para publicar um livro, é complicado. Muitas empresas cobram uma fortuna para o autor publicar sua própria obra. E outras não cobram, mas também não publicam (risos). Alegam que o original não está de acordo com o perfil editorial deles. Mesmo que o livro seja excelente.Outra vantagem da autopublicação é que nela não ocorre o desperdício (encalhe de livros). Somente são impressos os exemplares vendidos.

5 - Observatório: Quem é seu autor favorito? Sugere algum título aos nossos leitores?


Além de Rhonda Byrne, autora de “O Segredo” e Dr. Joseph Murph, autor de “O Poder do Subconsciente”, sugiro “A Cabana” de William P. Young e “Entre Anjos” de L.S. Hoffman. É uma história simplesmente surpreendente.

6 - Observatório: Que tipo de história atrai você para leitura? E para escrita? 


Tanto para a leitura como para a escrita, existem duas características que, a meu ver, são muito importantes para uma história. Uma delas é que proporcione entretenimento, ou seja, que prenda a atenção e que faça com que o leitor se envolva com a obra. A outra é que transmita algo de útil para a vida de quem está lendo. Se um livro proporciona entretenimento, ele é um livro bom. Se um livro transmite algo de útil para a vida do leitor, também é bom. Agora, se a obra tiver essas duas características juntas, então considero-a excelente!


7 - Observatório: Considerações finais da entrevistada:


Fiquei muito feliz pelo convite e gostei muito de participar da entrevista. Foi um prazer. Entrevistar autores é uma excelente iniciativa. Ajuda os leitores a entender um pouco mais sobre quem está por trás das obras que eles leem. Parabéns ao Observatório Clube de Autores! Sempre que precisarem, estarei a disposição.

Agradecemos imensamente à nossa querida entrevistada, Lucyana Mutarelli e aos nossos leitores e colaboradores. O Observatório Clube de Autores é um espaço gratuito de divulgação dos trabalhos dos novos escritores brasileiros. 

Sempre à disposição para críticas, elogios e sugestões,

Atenciosamente,

Leandro de Oliveira Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
O Blog Observatorio Clube de Autores presta o serviço de dar visibilidade aos autores do Clube de Autores e suas obras. Este blog não é endossado nem recebe qualquer apoio do "Clube de Autores".